Segunda-feira, 1 de Agosto de 2005

O cheiro das pétalas.

180px-Red_rose1.jpg 


Perfume embalando os sentidos, voam pétalas ao sabor do vento. Esse encanto que mostras que se mostra entregando-se as horas vivas. Quando cai o luar beijando a noite, pétalas  abrem-se fazendo sombras na escuridão. Vozes que se misturam, música no rádio, dançam pétalas, vivas, coloridas como um amor que ama e é amado. 


Cheiro das pétalas encantam gatos pretos que se misturam com a noite. Veludo a queda de uma pétala como um anjo que abre as asas do amor. Simplicidade sentida, cores que encantam, magia existente. Sombras das pétalas, uma imagem rendida... Perfume das deusas. 


publicado por Ejamour de Carvalhais às 17:51
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Anónimo a 2 de Agosto de 2005 às 12:21
Este texto lindo, está repleto de sensibilidade, e tão bem descrito que até consegui sentir o cheiro das rosas. BeijosCharlotte
(http://clima.blogs.sapo.pt)
(mailto:mariecharlotte@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Agosto de 2005 às 12:05
Em primeiro lugar, parabéns pelo aniversário :-).
Este texto é tão vívido que consegui ver as pétalas, o seu movimento, as cores...E senti-as. E gostei muito de espreitar os gatos pretos que se misturam com a noite. Beijos, continuação de boa semana!Dora
(http://www.atrasdaporta.blogs.sapo.pt)
(mailto:A_Dora@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Agosto de 2005 às 04:54
"Perfumadamente" lindo este texto. Cumprimentos. Maria do Céu
(http://www.maisquepalavras.blogs.sapo.pt)
(mailto:mariaceucosta@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Agosto de 2005 às 04:33
Linda imagem e um belo texto! As pétalas, com a suavidade própria de sua essência, a maciez ao toque e o perfume que inebria a alma, traz realmente aos corações a ternura dos sentimentos e a descoberta de emoções, gratificando os olhos com tão terna beleza. Passei, amigo, para desejar-lhe uma semana repleta de cor, alegria, paz e amor. Um beijo no coração e um afago na alma. Mily
(http://calunguinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:calunguinha13@hotmail.com)


De Anónimo a 1 de Agosto de 2005 às 22:44
Muito bonito e, hei-de voltar com mais tempo para ver o resto. Desejo boa sorte.paraquedista
(http://www.paraquedista.blogs.sapo.pt)
(mailto:fsilva@sapo.pt)


De Anónimo a 1 de Agosto de 2005 às 19:12
Está magnifico!!!! Fiquei deliciada... sobre esse magnifico quadro onde a imaginação me transportou para além desta magnifica descrição! Adorei, beijinhosAran_aran
(http://capricornioemim.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Aran_aran@sapo.pt)


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo