Sábado, 19 de Agosto de 2006

A voz do vento e do tempo

Quando ouvires o vento no teu ouvido
serei eu
Quando sentires o Tempo
a passar por ti dizendo uma palavra
serei eu

Quando passares no lugar das deusas
estarei a tua espera com um poema de amor e um ramo de flores


Vou de férias
espero que fiquem bem
a todos que me lêem
muito obrigado

publicado por Ejamour de Carvalhais às 10:27
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 9 de Agosto de 2006

Conheci alguém...

Conheci alguém que ainda não conheci
Que os meus olhos castanhos ainda
não se perderam em seus olhos
Conheci num dia que não foi destinado,
prometido.
Tem o encanto de uma tulipa

negra.
Tem o doce olhar de uma manhã

de Sol ou de uma noite de estrelas
Conheci alguém, alguém que já foi dos anjos
dos poetas de amor, numa outra vida.

Deixem-me pensar neste meu canto
porque haveria de conhecer alguém
com encanto de uma tulipa negra


Dedicado a Tulipa

publicado por Ejamour de Carvalhais às 11:58
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo