Sexta-feira, 13 de Abril de 2007

Um amor… Um coração… Uma alma, dois corpos como um só.

Assim serei para ti...


                                                                                                                  (Foto retirada da net)
Só… Uma alma nua despida de amor 

Passeia nas ruas desertas que se abrem
De espaços escuros, candeeiros apagados
Frio sentido no corpo gelado, ausente da sua
Essência. Dá-me os teus braços cobre o meu corpo
Marcado pela dor, feridas nunca cicatrizadas pelo tempo
Ouve o meu suspiro. Sente-me dentro de ti. Despe a tua alma
Junta-te a minha, abre o coração deixa-me la ficar para nunca
Mais sair. Não quero partir. Não quero ser um poço sem fundo,
Sem a luz do teu amor.
Olha para mim… Não vês os meus olhos cobertos de amor,
Procurando os teus doces olhos. Bebo das tuas lágrimas a sede
De amor que tenho.
Um forte amor, como uma vela acesa desafiando
O vento, numa noite de temporal. Vem, abraça-me
Toca-me o coração com um beijo, toma o meu desejo
Esta noite quero ser teu para todas as noites acordar
No calor do teu corpo. Meu corpo e teu juntos fazendo
Um só. Toma-me, dá-me os teus beijos, a poesia do teu
Olhar. Vem, traz a tua alma, não a deixes fora dessas paredes
Que nos cercam, que nos abrigam da dor. Podes gritar o meu nome
Esta noite é nossa, será filha de muitas noites.
Vou escrever um poema de amor no teu coração. Terá o título do meu nome
Eu não vou chorar, hoje estás aqui… Neste sonho sem fim
Um anjo não sobrevive sem amor, olha para mim, nao vês o amor nos meus olhos?
música: Lenny Kravitz - Destiny

publicado por Ejamour de Carvalhais às 18:39
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo

.arquivos

. Abril 2017

. Outubro 2016

. Junho 2016

. Outubro 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

.links