Domingo, 24 de Abril de 2011

Eu e os meus poemas

Eu tenho poemas...

Muitos, muito deles sem título,

outros adormecidos aonde as lágrimas

secam com o sopro do vento.

eu tenho poemas, de Fé,

de amor, de vitórias, de derrotas,

amargas, de sabores perdidos

nos recantos da alma.

Eu tenho poemas que tocam o Céu,

voam como anjos, vivem como Deus.

São reais...

Mágicos de sentido exacto...

Únicos que são a minha essência.

Eu tenho poemas que são o meu rosto,

são tudo que eu posso ser, até no mundo

dos sonhos.

Eu tenho poemas que são fruto da benção, do amanhã

que chega, vestido de aurora, eu trago a poesia vespertina

do povo que se entrega a vida sem medo,

das casas destruidas, dos templos revestidos

de amor, da luta constante, a vitória é uma meta que

se atinge de olhos fechados mas de coração aberto.


publicado por Ejamour de Carvalhais às 23:22
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 1 de Abril de 2011

Inverso

A essência da vida, responde-nos com persistência

de viver, sem medo do amanhã.

Talvez, todas as certezas são apenas momentos,

que temos, usfruimos sem pedir, ou insistimos na mesma rota

aonde passam todos os erros que cometemos.

A vulgaridade dos sentidos

leva-nos ao sentido inverso da vida

Resta-nos esperar, até que cheguemos

a um ponto de partida sem hora marcada

de chegar... A outra margem.


publicado por Ejamour de Carvalhais às 15:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo