Sábado, 29 de Setembro de 2012

Coração aberto...

…No Céu as primeiras estrelas, algumas mais
Brilhantes que outras, adormecem junto ao luar
Que fazem desenhos de amor na areia molhada,
Lágrimas de uma sereia a beira-mar, de um tempo
Que fora de sofrimento, agora de paz plantada
Nos quintais sofredores, mãe negra já não chora
A morte dos filhos, partindo para as terras distantes
Desconhecidas atados as correntes da escravidão.
… Uma casa, é mais

que uma casa, é afirmação do
Lar desfeito pelas vicissitudes da vida,
De janelas vivas e portas amplas, onde o sol entra e
Pernoita até o outro dia, adormece ao som das serenatas
Do mar.
Cercam-se as árvores, embaladas pelos ventos dominantes,
Uma casa viva, iluminada pelo luar
A negritude lá fora com olhos de palanca negra, cá dentro soa o
Batuque, o som mágico de África.
A mistura de corpos, de matérias vivas, espalhando a magia das
sensações na ilha mágica de Luanda.
Toma os meus braços de fisga, embala-te,
embala-me nesta noite sem calemas,
acordei com o cântico da kianda(sereia)

publicado por Ejamour de Carvalhais às 10:19
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 11 de Setembro de 2012

Estantes...

... Do sol nascente, dos riachos e mangais

abandonados a deriva do tempo.

Doce lua, doce vida, de beijos

ausentes, de poesia constante no teu olhar

e no meu, perdido de mim.

 

Deste tempo, lugar único, reservados aos

poetas, de vidas cruzadas, de livros mortos,

numa estante de uma biblioteca abandonada

pelo o Tempo.


publicado por Ejamour de Carvalhais às 17:13
link do post | comentar | favorito
|

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo