Terça-feira, 3 de Maio de 2005

Sobrevivência...

Eu ja cantei serenatas de amor ao


luar...


Eu beijei a chuva, já ofereci o corpo


ao mar... Poemas de amor...


O azul do Céu chorou comigo.


Eu ja entreguei a alma ao amor...


Ao amor que me beija a vida.


publicado por Ejamour de Carvalhais às 10:09
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 6 de Maio de 2005 às 09:49
É bom saborear as palavras doces que escreves... Palavras essas que fluem nas tuas veias, a miuda que te conseguir transportar para o mundo mágico do amor, será muito feliz... E tu também... Muitas felicidades e muita, muita sorte, porque tu mereces, não só por um amigo que és, não só por um confidente que o és, mas acima de tudo por seres um verdadeiro HOMEM.
Beijinhos desta tua amiga de sempre... Linda
</a>
(mailto:biaola@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Maio de 2005 às 19:08
Amigo, acho que estas completamente apaixonado... adoro ler o que escreves transportas me para outro mundo.

Obrigado por seres assim.
sandrasandra
</a>
(mailto:mimosamargarida@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Maio de 2005 às 11:10
como sempre:) jamour fala e disse:)marao(triumph)
</a>
(mailto:mariojmoreira@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Maio de 2005 às 10:26
k giro.....essa entrega toda :) só que acho que deverias ter entregue teu corpo a mim e nao ao mar hehehe joking :)
O Amor por si já é um acto de sobrevivência meu anjo :) ......sem amor nao há vida....o amor causa dor mas também muitas alegrias...a entrega é um manifesto desse sentimento...
Nada mais comento, pois sei que tudo isto tu sabes. Só me resta lembrar-te para me mandares e-mails :) pois nc mais recebi nda teu.......juizo .....mtos beijoes desta tua miguita ;)EXTINTA
</a>
(mailto:andyfigueira@hotmail.com)


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo