Sexta-feira, 8 de Abril de 2005

Eu e as lágrimas...


Porque choras?


Se ninguém te limpa as lágrimas...




Chorei debaixo do luar, junto ao mar. Em plena madrugada.




Chorei lágrimas que desconhecia, devoraram o meu rosto. Lágrimas sem nomes. De lugares, momentos e coisas.




Chorei as tuas lágrimas, não sei se as merecia...



Chorei noite e dia, uma sombra fugiu de mim.




Chorei as lágrimas do Tempo... Da saudade.




Chorei por mim e por ti... Continuarei a chorar até que as lágrimas se despeçam de mim, num adeus eterno.




Serei cinzas que o vento levanta...


publicado por Ejamour de Carvalhais às 15:59
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Anónimo a 12 de Abril de 2005 às 12:06
eu digo que não te quero..........por uma lágrima tua......deixaria me matar




u.
</a>
(mailto:svegetal@sapo.pt)


De Anónimo a 8 de Abril de 2005 às 16:32
Lindo anjo...... as lágrimas por vezes lavam-nos a alma...(suja é a alma de kem nunca chorou).....as tuas lágrimas meu amigo,são lágrimas puras.....sentidas......pesadas...minhas lágrimas.. simples.......dolorosas.....reais.....
sinto saudades tuas anjinho...
tou com problemas no servidor n consigo mandar mails nem receber..... espero k esteja td bem cntgo .. beijoes....... até uma proxima Jaime :) extinta
</a>
(mailto:andyfigueira@hotmail.com)


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo