Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2005

A queda de uma petála.

rosa12.jpg
Cai despindo uma rosa.
Cai ao sabor do vento.
Cai num adeus silencioso. Beija o chão.
Solta uma lágrima, nesse instante.
Distante...
O sabor da saudade cresce no momento da despedida.

publicado por Ejamour de Carvalhais às 09:10
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 11:41
Acho que cai....... ehhehe......ai lindo agora falando sério.... A saudade é sentir uma distância e uma ausençia enorme de quem "amamos", de quem habita em nossos corações.
Saudade é manifesto de uma carência vasta...do afecto de alguém, do tacto.....enfim sinto saudade.....mas uma saudade especial que é a de ser feliz...mas ainda tenho esperança de voltar a sorrir e "matar" ou diminuir a saudade que habita em meu coração.
beijoes desta e sempre tua amiga Andreia.....(",)
Olha e cuidado com a rotunda hehehe EXTINTA
</a>
(mailto:andyfigueira@hotmail.com)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 11:36
Triste mesmo é não sentir saudade de alguém quando parte...é sinal que essa mesma pessoa não marcou nossa vida...infelizmente há duas formas de vivenciar a saudade: a que perdura no tempo,e a que podemos atenuar quando a vida assim o permite...
Parabéns pelo blog...Beijinhos :)fatima
(http://tudoporumfilho.blogs.sapo.pt/)
(mailto:Anjinhaaa@sapo.pt)


De Anónimo a 20 de Janeiro de 2005 às 11:08
A saudade é mesmo um sentimento nmuito nosso, muito luso... É tão dificil definir o que é saudade...É falta de alguém, de algo, de tudo e de nada. Parabéns pelo blog. Bjinhos =) vai-me visitando tambémflower
(http://www.flower-power.pt.to)
(mailto:rittinha@netcabo.pt)


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo

.arquivos

. Abril 2017

. Outubro 2016

. Junho 2016

. Outubro 2015

. Abril 2015

. Dezembro 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Janeiro 2014

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Julho 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

.links