Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2004

2005 que seja melhor que 2004

Mudanças, esquecendo desavenças. Brigas inuteís. Novos valores se ganham, novas amizades nascem. Um amor desejo. Lutas constantes. Como um sobrevivente vou lutando. Espero nunca sair derrotado. A derrota da vida é a morte. Nossa mortalidade. Mais um ano, mais batalhas ganhas, assim espero. Como um guerreiro, ergo o meu punho, cerro os dentes e parto para luta. Aqui e ali. Forte como sempre. No interior reside a força, a destreza. Vim de muito de longe, nasci a lutar e ainda insisto na luta que a própria vida me desafia. Serei sempre EU, não quero mudar. Ainda que não me amem, ainda que eu seja um nada, serei sempre EU. Não sei ser diferente. Nunca soube. Não sei fingir sentimentos de afecto. Quando amo, amo mesmo. Sou assim. que remédio. Não nasci para agradar, não vivo para agradar, vivo porque amo a vida apesar de todas as vicissitudes...Mais um ano se avizinha, espero um mundo melhor para todos. A paz uma certeza. Um bom ano para todos em tudo que mais desejarem. Votos do Jamour!!!

publicado por Ejamour de Carvalhais às 18:27
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 2 de Janeiro de 2005 às 16:31
Viva O Amor! O amor é único!Não existe nada como o AMOR!Linda
(http://blogalvo.blogs.sapo.pt)
(mailto:mrobertson@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Dezembro de 2004 às 20:11
obrigado pelo comentário ao blog da cláudia: diarioescritora.blogs.sapo.pt
eu gosto dela, como sabes. ela convida-me para escrever lá e eu escrevo.
sim, sou escritor. ela também.
gostei do teu blog.
escreves bem. com sentimento.antonio
</a>
(mailto:ilovewomen@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Dezembro de 2004 às 20:08
Obrigada por visitar meu cantinho e o mais importante é lembrar q no fimtudo da certo e se ainda não deu certo é pq não chegou ao fim!!! FELIX 2005!!!ABRAÇOSFlor
(http://gueixadeumsamurai.blogs.sapo.pt)
(mailto:kristiny_gon@hotmail.com)


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo