Terça-feira, 30 de Novembro de 2004

Mulher amada.

Mulher amada, caprichada, respeitada. Mulher com carinho que se dá, com amor se abraça e aceita-se com todos os defeitos e feitios.
Mulher amada, como um porto seguro, como o chão que não se falta, como as escadas, degraus que compõem a vida. Mulher como um piano, melodias de amor, linhas suaves, de veludo, como os beijos das conchas na areia molhada.
Mulher amada, desejada, nunca esquecida, como um retrato, uma tela pintada com todos os desejos, anseios, sonhos de cores que perduram.
Mulher amada, singelo o sentir, um corpo, caprichos, detalhes, como um ramo de flores, petálas de várias cores.
Mulher amada como a lua quando encanta a terra nas quatro estações. Tanto faz de dia ou de noite mantém-se o amor a mulher amada... **** Dedicado a todas mulheres do mundo...**** Obrigado por existirem!!!

publicado por Ejamour de Carvalhais às 10:30
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 30 de Novembro de 2004 às 10:52
Adorei todos os teus textos, tens uma capacidade espantosa de transmitir em palavras sentimentos, que eu acho complicados de explicar. Espero puder continuar a ler as coisas que tão bem escreves =) qd puderes dá um saltinho ao meu cantinho****Moranguita
(http://www.thepagesinyourdiary.blogs.sapo.pt)
(mailto:ninadalua@sapo.pt)


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo