Sexta-feira, 23 de Julho de 2004

Adamastor do Amor.

Quem me dera ser o monstro Adamastor, o de hoje, o de ontem e o de sempre. Quem me dera, igualmente, poder ter um grito de monstro para poder chamar aqueles que o meu coração conheceu mas perderam o sopro da vida.
O monstro chora, sorri, fala de amor e está disposto a amar, guarda poemas, versos de amor, cartas apaixonadas dentro do corpo de monstro que mostra. Está só, vive embriagado com o tempo da mudança que nunca mais chega, pétalas acariciam a solidão sentida mas não sente a dor do abandono porque o amor é mais forte que a solidão…
O monstro tem medo que o luar deixe de brilhar, que as andorinhas deixem de piar, que o Céu deixe de ser azul tem medo de não ser amado, mas não tem medo de ser o monstro do amor, o de hoje, o de ontem e o de sempre.
O monstro é monstro quando não ama, quando não sente o suspiro do amor, o doce delírio do beijo desejado, e apenas procura olhar para além do exterior para encontrar e desejar uma história de amor como a bela e o monstro.

publicado por Ejamour de Carvalhais às 15:06
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 28 de Julho de 2004 às 15:09
De todos os teus "poemas" que li, gostei particularmente deste! nao sei porquê... talvez porque me identifique um pouco com ele... não sei! mas todos os teus escritos, talvez por serem tão lindos, fazem-me sorrir! Fico feliz ao lê-los, muito feliz!
Poderia dizer: "Continua!", mas a tendência é evoluir! nao é? melhorar... e quando te falterem palavras bonitas, por não existirem neste mundo perverso :) descobre-as num mundo mágico! se o imaginares, de certeza será muito melhor e muito mais belo do que este. (é só uma sugestão!!!)
Bjx"eka"
</a>
(mailto:cr3c@iol.pt)


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo