Quarta-feira, 26 de Abril de 2006

A dança das andorinhas

Cruzam o Céu
Beijam-me a alma numa serenata de amor
Dançam ao som do beijo das estrelas
Um pássaro negro corta-me o caminho
numa estrada de paixão.
Dançam as andorinhas, dançam e eu bato palmas
com o coração. Canto na voz dos anjos essa dança.
Vejo andorinhas beijarem-me o coração
Sinto-as..
.
O Céu azul
a lua de paixão
andorinhas voam e dançam junto aos meus olhos banhados de lágrimas...




publicado por Ejamour de Carvalhais às 15:35
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Angel of Obscurity a 28 de Abril de 2006 às 02:14
Simbolo de liberdade, de amor pela vida própria, são elas as andorinhas que aparecem e vão encantando ares e lugares, de lado a lado com suas parceiras, reluzindo em todas as ombreiras, iluminando e encantando.. :)
Um enorme abraço caro Jamour


De _Neith_ a 28 de Abril de 2006 às 10:16
Queridon Jamour adorei esta dança melodiosa de palavras cheias de encanto e paixão. Denoto uma certa tristeza talvez pelo reviver dessa dança que faz brotar lágrimas em teus olhos...ou quem sabe sejam apenas lágrimas de emoção :) Um beijo enorme.
P.S. deixo-te o meu novo endereço :)


De Princesa a 28 de Abril de 2006 às 15:50
VIm deixar um beijo leve como o bater de asa de uma andorinha...Grande abraço Jamour.


De Laços... a 28 de Abril de 2006 às 16:55
Bonito Jamour...e se a noite fôr a negra ave, que se faça dia depressa para seguires o voo das andorinhas estrada fora ao encontro da paixão! Um abraço e bom fim de semana.


De Laços... a 28 de Abril de 2006 às 16:55
Bonito Jamour...e se a noite fôr a negra ave, que se faça dia depressa para seguires o voo das andorinhas estrada fora ao encontro da paixão! Um abraço e bom fim de semana.


De Afrodite® a 28 de Abril de 2006 às 20:19
Que triste.
***
Sexta-feira... Sábadão chegando...
Todos curtindo, viajando, amando...
E eu... postando. rsrs
Venha Comigo?
Bjos


De Mily a 5 de Maio de 2006 às 20:23
Dançam as andorinhas... dançam os versos em teu coração!


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo