Sábado, 29 de Abril de 2006

Sonho...

Suavemente percorro o teu corpo, cada milímetro deposito linhas de prazer. Toco-te em cada curva em cada canto, sugo-te a tua aura feminina. Entrego-me, entregas-te, nesse calor de corpos que se misturam horas a fio de prazeres.
Chamo-te de pétala, dália, jasmim, peróla. Chamo-te de amor, doce e suave. Apenas sussurras no meu ouvido o meu nome. Sinto um arrepio atravessar-me o corpo.

Dispo-te a alma, visto-a de amor quando toco-te e sinto o teu corpo quente junto ao meu corpo. Levo-te a lua sem saires da terra e não te trago te volta. Por lá ficas. Nua, despida de dor. És a droga que me alimenta os sonhos. Esta noite será noites de vários dias, será madrugadas, será magia, será feitiço. Toco-te vezes sem conta. Como um animal selvagem devoro-te os sentidos.

Entranho-me em ti, rasgo-te o corpo de prazer, suspiras mordendo os meus lábios.

Fazemos amor nos jardins da Babilónia misturando-nos com flores.

Fazemos amor junto as estrelas, teus olhos brilham.

Fazemos amor a beira-mar, misturando nossos corpos com areia molhada.

Entrego-me a ti, entrega-te a mim

Acordei... Foi um sonho.

Aonde estás? No vazio encontro a resposta.




música: Be Without You - Mary J.Blige

publicado por Ejamour de Carvalhais às 11:10
link do post | comentar | favorito
|
9 comentários:
De Magia a 29 de Abril de 2006 às 14:36
Em ti encontras a resposta...onde há sonhos, não existe vazio !!!!!!!!
És sonhador, senão não nos deixarias palavras tão quentes ;)
Beijos mágicos


De Maria a 30 de Abril de 2006 às 00:57
Que texto maravilhoso,também parece um sonho ler o que escreves,pleno de sensualidade,mas ao mesmo tempo tão cheio de simplicidade e isso é amor.
beijinhos
Maria


De anabela a 30 de Abril de 2006 às 16:04
Nessas andanças vida a fora aparecem situações desafiadoras...
Erra-se, aprende-se, tropeça-se, ergue-se...
O que parecia essencial
Agora, já não importa mais
Qual é a grande busca do ser humano?
Quem é esse ser aqui?
Às vezes a certeza, às vezes só dúvida.
O que da o verdadeiro sentido da vida?
Onde tudo começou?
Para onde se vai tudo?
Rotina?
Vida?
Pare tudo e olhe para dentro!
Todas as respostas estão lá.
Tome conta da sua vida.
Dentro de você está toda a força e todo o poder
Viva bem.
Seja feliz
FELICIDADE...
Depende unicamente de você


De sofia a 30 de Abril de 2006 às 16:06
Os caminhos só serão formados com os passos que temos coragem de dar!!!
Cada passo que damos é uma conquista de nossa vida, portanto, aproveite cada passo que você dá, pois para chegar onde você chegou, você teve que dar uma longa caminha!!!



De anabela a 30 de Abril de 2006 às 19:45
Eu nao acredito k te encontrei jamour , conheci te ha 1 ano e meio e fiquei apaixonada por ti , adorava os teus poemas...

ja passou tanto tempo mas deves ser tu?

sera k es?


De anabela a 2 de Maio de 2006 às 16:48
Seras que s o jamour da terravista k tinha poemas lindos ???
Encontrei te la ha mais de 1 ano e meio...

Procurei te mto ate que um dia dei com este blog e fiquei super contente

bjos da eterna admiradora


De carla a 4 de Maio de 2006 às 09:41
entrega total...muito sentido.


De Afrodite® a 4 de Maio de 2006 às 20:20
Oi...
Saudade saudade saudade...
Preciso dizer mais? Risos...
Carinhosamente,
Afrodite®


De Mily a 5 de Maio de 2006 às 20:21
Tão lindo o texto... tão doce o sonho... tão triste a realidade!


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo