Sexta-feira, 28 de Julho de 2006

Detalhes teus...

Vai... Vai
Parte para longe de mim
mas leva-me contigo
Talvez serei feliz
Talvez secarei as minhas lágrimas
Neste mar que é meu, neste rio
que me molha o corpo
Eu direi fica

Vai... Vai
Deixa que te diga o quanto sofro,
o quanto sinto-me preso em ti
este beijo levarás, neste coração
ficarás. Neste corpo que nunca
foi amado

Vai... Vai
Mas volta como as ondas do mar
ainda que partas sem retorno
Procurar-te-ei em todas as portas
do Céu, levarei o teu retrato
o teu doce olhar no olhar do luar
e nas flores que eu vejo o teu olhar

Vou fechar os olhos
eternamente para não ver
o tempo passar sem ti.


publicado por Ejamour de Carvalhais às 14:53
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De aroma a 29 de Julho de 2006 às 10:31
Ao ler estes detalhes de palavras, pensava como há sempre alguém que sente o mesmo que nós; palavras que se encaixam no nosso eu... há sempre alguém por aí que nos entende, não é?


De Sandy a 1 de Agosto de 2006 às 20:04
Quando o amor se vai, queremos ir com ele. Por vezes, ele não quer de nós e continuamos a querer segui-lo. Ele deixa por uns tempos, mas o Tempo vence sempre, mesmo que guardemos no fundo do nosso ser as mais belas recordações e o amor. jokinhas


De Magia a 1 de Agosto de 2006 às 21:30

Ajuda a esquecer fechar os olhos, mas te ajuda a aceitar...

Beijos Mágicos com sabor a magia

http://www.blog.comunidades.net/amagiadaspalavras/index.php


De Magia a 1 de Agosto de 2006 às 21:31
Ajuda a esquecer fechando os olhos, mas não te ajuda a aceitar que chegou o fim...

Beijos Mágicos com sabor a magia

http://www.blog.comunidades.net/amagiadaspalavras/index.php


De Aran_aran a 1 de Agosto de 2006 às 23:57
De nada serve fechares os olhos, apenas te fechas em ti... Desse modo perdes outras coisas melhores que a vida muito provavelmente te reserva... Um beijinho grande


De Mike... a 4 de Agosto de 2006 às 13:50
Olá Jamour, cá estou eu depois de umas mini férias saudosas!
Não serão os olhos fechados que nos impedem de ver...sentindo!
Um abraço.


De AP a 5 de Agosto de 2006 às 12:00
Oi Jamour,
Estou de regresso.
Encontro-te pedindo ao amor que parta. Ao mesmo tempo, pedes para partir junto dele e prometes procurá-lo. Não feches os olhos, encontrá-lo-ás ainda mais depressa. Deixa o tempo correr. O amor chegará.
Bjos.


De Princesa a 8 de Agosto de 2006 às 12:53
Caro Jamour,
Passei para te deixar um beijo, demorei mais um pouco...acabo por te deixar dois.

Na solidão por vezes nos encontramos melhor com nós próprios...

Beijos
Princesa


De A Poesia de Vitor Cintra a 8 de Agosto de 2006 às 22:20
Vai e fica.....como o amor é tão complexo.Gostei daquilo que li, quantas vezes nos identificamos com os sentimentos aqui descritos em forma de poema.
Gostei muito


De betania_pacheco a 15 de Agosto de 2006 às 02:19
Detalhes... sabe, o que você escreveu me trouxe lembranças de alguém que está do outro lado do oceano... É incrível como algumas pessoas conseguem traduzir em palavras sentimentos tão puros!


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo