Quinta-feira, 2 de Novembro de 2006

Um ser acabado...

O vento sopra lá fora

eu aqui vagueio por entre sombras

de solidão, de corpos inacabados,

derrotados. Fustigados pelos caminhos

incertos. Sei do meu fim um dia

mas não será na eternidade do Tempo

Alguém, algures virá com um cobertor

de amor.

Sorrirei sem chorar, sem medo da dor que me

consome. Que raiva... Não pedi nem um momento

destes momentos que me dão.

Vaguei-o como um ser inacabado. Faltam-me

forças... Seguirei? Temo que sim.

Sim temo porque tudo parece tão claro

estas são as minhas chagas, o fardo

que carrego.

Anjos do mundo ajudem-me.


publicado por Ejamour de Carvalhais às 16:47
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Bia a 6 de Novembro de 2006 às 16:20
Desejo-te...
Desejo sentir o teu rosto no meu,
A tua pele colada á minha,
Desejo...
Desejo abraçar-te e não me sentir perdida,
Perdida na solidão que me consome,
Achar-me um dia.
Anseio pelo teu toque,
Quente e suave...
Cheirar...
Cheirar o teu aroma,
Fresco e calmante...
Lembrar-me...
Lembrar-me de um dia especial,
Que me reconforte um dia.
Anseio por ti,
É inevitável...
Inevitável deixar de me encontrar,
Num ser que tem tanto para dar!
És tu...amor perdido,
Que tento h á tanto tempo encontrar!
Beijinhos docinhos meu lindo!


De Moonlight_Isabell a 6 de Novembro de 2006 às 17:10
Com certeza que os anjos te vão ajudar, todos nos temos um fardo,mas não desesperes tudo vai correr bem. Beijocas e felicidades.


De Maria a 6 de Novembro de 2006 às 23:35
Um Ser nunca acaba,transforma-se...os anjos estão ai para te abraçar e com o seu colo te mimar.
Beijinhos Jamour :)
Maria


De Mily a 11 de Novembro de 2006 às 03:01
São belos os poemas que buscam na dor, na desesperança, o seu modo de existir. É como se o sofrimento fizesse brotar versos de onde pensaríamos somente sair lágrimas.

Um belo poema, amigo, com tua marca preciosa!

Deixo-te beijos, sorrisos e flores, para enfeitar o teu final de semana.


De Betty a 13 de Novembro de 2006 às 00:07
Querido Jamour

Mesmo que não vejas - eles estão lá!
Nós temos "anjos" e "guias" que nos seguem e ajudam. Acredita, tenho a certeza que existem momentos que tu os "sentes"!!

Beijinhos com carinho
BoaSemana


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo