Sexta-feira, 2 de Fevereiro de 2007

If...Se

Se eu fosse você

                      não fecharia os olhos

do coração ao amor

                     que te tenho

Se eu fosse você

                    amaria a sombra

que esse amor

                    faz na tua alma

Se eu fosse você

                entregar-me-ia aos braços

desse amor. 

Acorrentando o meu coração

                 num porto seguro de amor.

 


publicado por Ejamour de Carvalhais às 13:46
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Maria a 6 de Fevereiro de 2007 às 00:01
Lindo poema,mesmo Se... o amor estivesse acorrentado.
Deixo um sorriso :)
beijinhos
Maria


De filipa a 6 de Fevereiro de 2007 às 23:02
magnifico a disposiçao das letras, mas tomando atençao ao seu significado, agradeço o sentimento q ainda existe nos portugueses:)


De AP a 14 de Fevereiro de 2007 às 11:27
Jamour,

Confesso que me acorrentaste. Lindissímas palavras de amor.

Jinhos


De Afrodite® a 16 de Fevereiro de 2007 às 16:55
Olá apaixonado...
Tenha um ótimo carnaval...
E aproveite, com moderação!
OBS:
(Estou arrumando meus links, deletarei os que não retornarem. Obrigada!)
Bjo Meu!
;)


De AP a 19 de Fevereiro de 2007 às 23:17
Olá Linda,

Desculpa não te comentar, mas nada de jeito saíria.

Venho despedir-me por um tempo e deixar-te uma beijoca com tudo de bom para ti.


De Afrodite® a 22 de Fevereiro de 2007 às 20:15
Vim deixar um beijo cheio de saudade...
;)


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo