Terça-feira, 15 de Maio de 2007

Chuva no espelho

(Foto:Jamour)

Neste caminho de palavras

amenas

sentidas, ruas repletas de gentes, caminham na correria do tempo

Chuva cai, limpando a sujidade das ruelas.

Uma tela cinzenta como o dia que se entrega no amanhecer descolorido

Chuva no espelho

Chuva sem rosto

Chuva que cai sem escolher o lugar

Como o amor que nasce sem escolhas, sem pedir consentimento

Daqui, desde lado, lugar desconhecido, mas sentido

Sinto a chuva e vejo seu rosto nesse espelho embaciado.

sinto-me: chuva

publicado por Ejamour de Carvalhais às 12:15
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Ao Luar a 28 de Maio de 2007 às 09:35
Bom dia....
li vários poemas de Maio de 2005.... retirei um e coloquei no meu canto, peço desculpa de não lhe ter pedido antes.... mas está lá o link de onde retirei...
o Post foi "Alma perdida"
Parabens pelo que escreve e como o faz, como ando sem inspiração aproveitei a sua, uma vez mais o meu obrigado e o meu pedido de desculpa.
a chuva no espelho... quase que fico tentada :)



De Moonlight_Isabell a 28 de Maio de 2007 às 16:08
"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, canta, chora, dança, ri e vive intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos." (Chaplin...)
Desejo-te Uma Excelente Semana. Beijinhos!


Comentar post

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo