Quarta-feira, 19 de Maio de 2010

Hora do Perdao.

(foto retirada da internet)

 

 

 

Eu sou um pecador de asas de anjo,

eu sou assim.

Sou amigo de Cristo, ferido na cruz por culpa

minha, no meu perdão entrego a minha vida.

Ah, tenho esse sabor amargo na garganta,

essa dor que sinto sempre que entro numa igreja,

sinto a dor do meu amigo, julgado, condenado, sem

perdão. Sinto a minha carne queimar-me por dentro, 

nem agua gelada apaga-me o fogo.

Eu sou um pecador de asas de anjo

eu sou assim, e penitencio-me por isso, nas horas

amargas que me tenho só... 

Biblia na mão, rosários enconstados ao corpo,

busco o meu perdão e dos outros. Dos que amo, 

e dos que me acham como inimigo, eu sou assim...

Tenho-me como inimigo, pelos erros vividos,

tenho como amigo na hora do perdão.


publicado por Ejamour de Carvalhais às 11:31
link do post | comentar | favorito
|

.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo