Terça-feira, 30 de Agosto de 2005

Brisa do sul.

O tempo escasseia. Não se entrega ao curso intenso da água de um rio que tenta se mistrurar a todo custo com o mar. Num abraço, longo e duradouro. Profundo e intenso. Conchas de várias cores embalam-se no vaivem recíproco que as ondas fazem na areia molhada. Gaivotas voam na brisa do sul. Na direcção do vento, percorrendo o seu próprio caminho. Penas soltas, mergulham, entregando-se ao mar. Pedras desenhadas com as mãos do mar. Telas que cativam olhares. Pedras e conchas que brilham na luz intensa do luar. 


Um rio percorre caminho incerto, mas mágico no seu sentido. Percorre na certeza que se mistura com o mar. Água salgada, água doce, num todo, um ciclo. Dunas desenhadas nas noites em que o vento é forte como um gigante, poderoso como um deus. Corpos misturando-se, entregando-se ao prazer, aos desejos em horas felizes, momentos cativantes. O cheiro da maresia revirando sentidos. Criando sentimentos. Afectos que nascem sem combinar a hora do destino. Vozes misturando-se com o eco da caminhada do rio. Na outra margem a brisa do sul, tráz a cor do olhar do luar que se perde no beijo de uma gaivota junto ao mar.


publicado por Ejamour de Carvalhais às 12:31
link do post | favorito
|
Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.


.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo