Terça-feira, 5 de Setembro de 2006

Sem mim...

Quando falar de amor

vou pensar em ti

quando chorar as minhas lágrimas

vão gritar por ti

e sempre que fechares os olhos

fecharás a minha alma dentro de ti

Todos os poemas de amor escrevi

nos teus olhos

marcando o meu corpo

com a palavra amor

O sonho que nunca sonhei

o amor que ainda não amei

Sem mim serei sem ti


publicado por Ejamour de Carvalhais às 11:18
link do post | favorito
De Mily a 5 de Setembro de 2006 às 15:52
Descobri por que demoras a voltar...

É que na estrada por onde andas existe tanta poesia para colher, que teus pés se prendem nos jardins de estrelas espalhados pelos caminhos de teus sonhares... mas quando voltas, ah, que mundo mágico de poesia ficas a nos mostrar!

Beijos, sorrisos e flores, no teu caminhar.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


.Autor:Ejamour de Carvalhais

Não sou poeta, nunca fui, nunca desejei sê-lo. Sou apenas amante das palavras... Nesta folha negra deposito o que a minha alma me diz ao ouvido. Voz singela, de veludo, encanto que sinto a devorar-me o corpo. Rendo-me a simplicidade sentida da minha Alma, Fé, Essência que me guia na luz do amor. (Obrigado pelas visitas e comentários...)

.pesquisar

 

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Vejo-te

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução