Sábado, 13 de Março de 2010

No teu dia

No teu dia,

quero ser a sombra

que o sol queima,

as gotas de agua do teu banho matinal.

O rio que te enfeita a alma, as

linhas de poemas que o teu

corpo sustenta.

No teu dia, quero plantar

flores ao teu redor, com o  teu nome,

sobrenome, a semente que brota

em ti.

Nao quero ser noites amargas,

em ti, apenas as tuas gargalhadas,

piadas so tuas.

No teu dia, neste dia que

parece longo, arde dentro

de mim uma frase imortal,

sem cinzas, sem cor, religiao,

fecha os olhos e ouve:

No nascer do teu dia, eu digo-te

Amo-te.

 


publicado por Ejamour de Carvalhais às 10:36
link do post | comentar | favorito

.pesquisar

 

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.A voz da alma

. Abraço não sentido

. Diferente

. O teu nome

. Eu a ti, pertenço

. Até amanhã

. ... E no natal.

. Eterno

. Um poema só teu.

. Sedução

. Um tempo